top of page
  • Foto do escritorcafecomluteria

Madeiras #1 Dendrocronologia

Atualizado: 3 de jun. de 2021

Já pensou em poder saber o que aconteceu em cada etapa da vida de uma árvore? Apenas com a rodela de um tronco cortada ao meio, por exemplo, é possível reunir diversas informações! Algo também possível com a observação detalhada e metódica de uma peça de madeira bem cortada e bem trabalhada: isto mesmo, como um tampo de violino.

Fonte: Oliviapedia (2020). Disponível em: oliviapedia.com

A leitura e ordenação temporal dos eventos acontecidos durante o crescimento de árvore pode ser feita. Tem nome, inclusive: Dendrocronologia. Dendro remete a árvore. Cronologia, bem, é a ordenação de fatos e acontecimentos numa ordem lógica temporal (Cronos, deus-titã grego do tempo; logia, estudo).


Na figura ali em cima, 2 indica o início do crescimento da árvore (chamada de medula). A árvore cresce de dentro para fora, "imprimindo" novas camadas a partir de uma região chamada de câmbio, próxima à casca. 3 e 4 indicam uma alternância muito importante, chamada de anéis de crescimento, e que acontece anualmente: o crescimento durante períodos quentes (lenho primaveril ou de primavera - com maior disponibilidade de luz, água e nutrientes) e períodos de frio (lenho tardio ou de outono/inverno - com menor disponibilidade de luz, água e nutrientes).


Olha que bacana: a largura dos anéis tem muito a dizer sobre quanto de luz, água e nutrientes a árvore recebeu. Dendrocronologia envolve até mesmo a datação de quando a árvore nasceu (marcada pelo número 2) e quando foi cortada ou caiu/morreu. Outros acontecimentos eventuais, como 1 e 5, também podem ser identificados, na imagem indicam o ponto de crescimento de um galho e uma cicatriz, respectivamente.


Como qualquer método de cunho científico, ele é baseado nas evidências disponíveis. Por isto, é importante delimitar o conhecimento da dendrocronologia pelo que é possível perceber. Um método comum para complementar os estudos de datação, especialmente quando se trata de uma árvore morta, transformada em madeira é a famosa datação por Carbono-14. Ou melhor, por quanto Carbono-14 restou ainda na madeira depois da árvore morrer.


Tal datação e detalhamento sobre os acontecimentos da vida de uma árvore também tem sido feito durante pesquisas sobre violinos históricos. Podemos ver um dos resultados sobre a dendrocronologia aplicada ao estudo de instrumentos musicais num dos 8 volumes de Antonio Stradivari, série de livros publicada pela Stradivari Books -- uma das mais completas, se não a mais completa, sobre o luthier italiano.


No Instagram da editora conseguimos achar uma imagem (postada 22 de setembro de 2020) bastante curiosa -- e com muita informação em apenas 1 das 2667 páginas da série de livros! É um quadro com nomes de instrumentos construídos por A. Stradivari e datas obtidas por dendrocronologia para as madeiras dos tampos. Difícil de entender? A gente ajuda a interpretar o quadro.



Sunrise, 1677. Fonte: Tarisio. Copyright Jost Thöne Verlag.

A primeira coluna mostra a data de feitura de cada um dos 15 violinos, 1 guitarra barroca e 1 violoncelo, com os respectivos nomes com que foram apelidados. A segunda coluna já oferece uma informação surpreendente: a data de corte da peça usada para construir o tampo. Veja, por exemplo, o violino chamado Sunrise. O violino foi feito em 1677, mas a peça de abeto (inteiriça) usada para o tampo tem anéis de crescimento que indicam o corte em 1652. Note: a região mais externa usada para este tampo é datada desta época. Ainda assim, grosso modo, poderíamos dizer que a madeira teve pouco menos que 15 anos de secagem.


E a tal da datação vai ainda mais longe (e surpreende ainda mais!!). Por métodos dendrocronológicos, consegue-se uma estimativa até mesmo da data de nascimento da árvore. Para o mesmo Sunrise vemos que a árvore começou a crescer em 1502! Foram cerca de 150 anos de crescimento até que árvore fosse cortada.

150 anos de crescimento. 15 anos de secagem. Violino feito em 1677 e vivo até 2021.

Conhecer estas informações sobre as madeiras usadas na luteria pode ser esclarecedor. Mostra como é preciso tempo para que esta arte seja praticada com maestria. E espero que já seja uma evidência suficiente para deixar de lado aquelas histórias românticas sobre o luthier que planta e colhe sua própria madeira. Não é bem assim... A luteria precisa de um ambiente de altruísmo, desde o fazendeiro de árvores até a serraria que corta e prepara a madeira para fazer instrumentos. Só então o luthier poderá usá-las -- sem esquecer da secagem! Cortam florestas, mas também precisam replantá-las para as gerações futuras. Não é preciso romantizar algo inerentemente tão belo.

 

Oliviapedia. Blog. Como calcular a idade de uma árvore. Disponível em: https://olivapedia.com/como-calcular-a-idade-de-uma-arvore-dendrocronologia (27 dez 2020). Acesso em: 01 jun 2021.

Tarisio. Site. Antonio Stradivari, Cremona, 1677, the 'Le Lever du Soleil (Sunrise). Disponível em: https://tarisio.com/cozio-archive/property/?ID=40931. Acesso em: 01 jun 2021.


Datação de violinos:


Dating of violins – The interpretation of dendrochronological reports. v. 27, Supplement, 2017. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S1296207416302953

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page